Doriel Barros

Doriel Barros
Saloá

terça-feira, 16 de outubro de 2018

“Tem deputada travesti em Pernambuco e São Paulo” ambas são pernambucanas!


Duas Pernambucanas são eleitas deputadas estaduais, uma no seu próprio estado e outra no estado de São Paulo.
A candidata Erica Malunguinho da Silva, do PSOL, foi eleita deputada estadual por São Paulo. É a primeira vez que uma pessoa transgênera consegue uma vaga na Assembleia Legislativa Paulista - em mais de 180 anos de existência da Casa. Erica obteve pouco mais de 54,4 mil votos com 98,28% das seções apuradas, o que já garantiu matematicamente sua eleição.

Mulher, trans, negra, natural de Pernambuco, Erica é mestra em estética e história da arte pela USP e criadora da Aparelha Luzia, um quilombo urbano, espaço para fomentar produções artísticas e intelectuais na capital paulista. 

Em Pernambuco é a primeira vez na Assembleia Legislativa (Alepe), um grupo de cinco mulheres passa a ocupar uma das 49 vagas da casa. Sob o codinome "Juntas", o grupo, filiado ao PSOL, foi eleito com 39.175 votos e pretende dividir, além do gabinete e das decisões políticas, a remuneração e os benefícios financeiros.


O grupo é formado pela jornalista Carol Vergolino, pela estudante de letras Joelma Carla, pela ambulante Jô Lima, pela professora Kátia Cunha e pela advogada Robeyoncé Lima, a primeira transexual do Norte e Nordeste do país a usar o nome social na carteira da Ordem dos Advogados do Brasil.

Muito feliz de ter conhecido, a companheira Erica Malunguinho, deputada eleita para Assembleia Legislativa de São Paulo.
Nós, juntas com Erika Hilton , formamos o trio de deputadas trans eleitas pelo Brasil, dando o recado que o conservadorismo pode avançar, mas a resistência será ainda maior e ela será feminista, negra e travesti!
Somos muitas e estamos Juntas! Disse Robeyoncé Lima
  




Nenhum comentário:

Postar um comentário