Doriel da Fetape

Doriel da Fetape
Doriel da Fetape

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

"OPINIÃO PARTICULAR" NÃO REPRESENTA POSIÇÃO COLETIVA DO DIRETÓRIO DO PT EM RECIFE

Em Nota que leva o título "No PT Recife tem debate sobre candidatura ao governo do estado", a Vice-presidente do Diretório Municipal do Recife do Partido dos Trabalhadores, Aline Fagundes, juntamente com o Secretário Geral, Igor Prazeres, o Secretário de Comunicação, Sérgio Cruz, do Secretário de Formação, Zico e dos membros do Diretório Municipal Ana Freire, Carlos Padilha, Fabian Apolinário, Joaquim Araújo, Raisa Rabelo, Rivânia Rodrigues, Sephora Marinho, Suzineine Medeiros, que também preside o Sindicato dos Bancários de Pernambuco e Telma Ratta, rebate informação divulgada na imprensa local, a partir de declarações feitas pelo presidente municipal Osmar Ricardo, dando conta de que o Diretório do Recife teria declarado apoio a um dos pré-candidatos do Partido, no caso, o deputado estadual Odacy Amorim.

Na nota, os membros do Diretório Municipal do PT do Recife destacam que a posição manifestada por Osmar Ricardo é apenas uma opção pessoal e de seu grupo político, uma vez que o PT é um Partido com vida orgânica onde há o mínimo de debate interno, sendo que o grupo de diretorianos que subscreve a nota, que inclui desde a vice-presidente, passando por seu secretário-geral e mais dois secretários do partido apoiam a pré-candidatura da Vereadora do Recife Marília Arraes.

Ainda segundo a Nota, as bases petistas anseiam por renovação e a vereadora Marília Arraes apresentaria sintonia com esse espírito, "bem como com os princípios partidários e nosso programa, seja com as questões de gênero, saúde pública, defesa ao direito e a expressão da orientação sexual, economia solidária, a luta contra as reformas reacionárias trabalhistas e previdenciária, entre outros."

"Marília Arraes revela-se competitiva, com pesquisas registrando ótimo desempenho e, principalmente, uma baixa rejeição. A unidade do PT garantirá, além da vitória, a recuperação de nossa bancada federal. O PT de Pernambuco não pode subordinar este debate a 'cauda eleitoral' e servir nosso 'tempo de guia'", diz, ainda a Nota.


No PT Recife tem debate sobre candidatura ao governo do estado

Nós, dirigentes do PT do Recife, identificamos que o ano de 2018 é decisivo na luta contra o golpe. A defesa de Lula sintetiza para o povo brasileiro a resistência aos ataques aos seus direitos e a possibilidade de recuperar um projeto do Brasil para o seu povo. É nesse contexto que o PT deve apresentar uma candidatura ao governo de Pernambuco. Uma alternativa esteja ao lado das lutas dos trabalhadores contra o golpe e que aponte um novo rumo ao nosso estado.

Manifestamo-nos a partir das matérias divulgadas na imprensa local e dos termos utilizados por uma delas. Nelas, o nosso presidente externou sua opção e de seu grupo pela chapa própria ao governo estadual, em declaração de apoio a um dos pré-candidatos petistas. A sociedade sabe, não é de hoje, ser o PT um Partido com vida orgânica, ou seja, há o mínimo de debate interno. Por vezes, expostos na imprensa, antes das resoluções finais. Então até o fechamento dos processos internos, o debate interno seguirá. É legitima e salutar seu posicionamento.

Apoiamos a pré-candidatura de Marilia Arraes, vereadora de nossa cidade. Uma opção importante para o momento de golpe, um regime em que vivemos e do próprio PT. Não é de hoje, um anseio das bases por renovação, pois junto com a nossa tradição de luta e unificados somos fortes. A pré-candidata apresenta uma sintonia com este espírito, bem como com os princípios partidários e nosso programa, seja com as questões de gênero, saúde pública, defesa ao direito e a expressão da orientação sexual, economia solidária, a luta contra as reformas reacionárias trabalhistas e previdenciária, entre outros.

Marília Arraes tem coragem e disposição para combater os representantes golpistas na eleição estadual. E, ainda, representa uma alternativa real de oposição ao governo do PSB para dar um novo rumo ao nosso estado. 

Marília Arraes revela-se competitiva, com pesquisas registrando ótimo desempenho e, principalmente, uma baixa rejeição. A unidade do PT garantirá, além da vitória, a recuperação de nossa bancada federal. O PT de Pernambuco não pode subordinar este debate a "cauda eleitoral" e servir nosso "tempo de guia". 

Por isso, mesmo não tendo sido discutido coletivamente em nosso diretório e o nosso presidente, Osmar Ricardo ter emitido sua opinião particular, ela não representa posição coletiva do Diretório. Nós que fazemos parte do Diretório Municipal, defendemos e apoiamos Marilia Arraes para governadora. É hora de reanimar nossa base, apontar renovação no Partido e na política estadual. Elementos difíceis de refutar. Em tempos estranhos, acendamos a Estrela.

Aline Fagundes– Vice-presidente
Ana Freire - Diretoriana
Carlos Cavalcanti Padilha - Diretoriano
Fabian Apolinário - Diretoriano
Igor dos Prazeres – Secretário-Geral
Joaquim Araújo – Diretoriano
Raisa Rabelo – Diretoriana
Rivânia Rodrigues- Diretoriana
Séphora Marinho – Diretoriana
Sérgio Cruz – Secretário de Comunicação e Coordenador Nacional de Economia Solidária
Suzineide Medeiros – Diretoriana e presidente do Sindicato dos Bancários
Telma Ratta – Diretoriana
Zico – Secretário de Formação

Fonte: http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2018/02/vice-presidente-e-varios-diretorianos-do-pt-recife-rebatem-osmar-ricardo-e-declaram-apoio-a-marilia-arraes-ao-governo-de-pernambuco-opiniao-particular-que-nao-representa-posicao-coletiva-do-diretorio.html?spref=tw 

Nenhum comentário:

Postar um comentário